Sintep-MT reafirma desafios da Educação Pública durante Conferência em Alto Boa Vista


A luta dos trabalhadores da educação subsidiou os debates com comunidade escolar de Alto da Boa Vista

Publicado: 23/11/2021 12:46 | Última modificação: // :

Escrito por: Assessoria/Sintep-MT

Sintep/Alto Boa Vista
Presidente do Sintep-MT, Valdeir Pereira, destaca os desafios da educação frente as políticas de desmonte dos governos de plantão

Durante agenda de trabalho na regional Leste do estado, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), Valdeir Pereira, esteve em Alto da Boa Vista, onde participou da abertura da etapa municipal Conferência Nacional de Educação 2021, realizada em Alto Boa Vista (1.109 km da capital Cuiabá). A Conae 2022 é a conferência oficial do governo Bolsonaro para debater a Educação, e ocorre paralelamente a Conape 2022, que é a Conferência Nacional Popular de Educação, que trata sobre as defesas da classe trabalhadora para a área.

Valdeir Pereira foi convidado para fazer a análise de conjuntura da etapa municipal da Conae 2022, cujo tema é “Inclusão, equidade e qualidade: compromisso com o futuro da educação brasileira”.

Para o dirigente, o diálogo foi oportuno, dando possibilidade de reafirmar os desafios da Educação, no atual governo Bolsonaro. Valdeir citou o desmonte promovido pelas políticas federais e o alinhamento do governo Mauro Mendes, com políticas ainda mais duras e que impactam nos investimentos da educação (redução de percentual orçamentário de 35% para 25%; inclusão do ensino superior nos recursos da Educação Básica, excesso de isenção e renúncias fiscais, descompromisso com a Lei da Dobra do Poder de Compra, suspensão da Revisão Geral Anual dos últimos três anos).

Educadores participam do debate sobre educação na etapa da Conae em Alto da Boa Vista 

Valdeir destacou que a gestão estadual tem intensificado o desmonte da Educação com medidas que comprometem o acesso à permanência dos estudantes nas escolas, implementado a terceirização dos contratos de trabalho, atacando políticas democráticas na gestão escolar. “Temos inúmeros desafios para fazer com que os atuais governos assegurem um compromisso real com a educação brasileira”, citou. 

Os impactos das medidas do governo Mauro Mendes ganharam foco no debate, devido aos ataques à carreira dos educadores via política de redimensionamento do decreto (nº 723/2020) que estão comprometendo os trabalhadores e as políticas de educação das redes municipais. O presidente destacou o desrespeito a Constituição Federal e demais legislações, que geram impactos nos Planos Nacional, Estadual e municipais de Educação, objetivo maior das Conferências de Educação. 

Ainda durante a agenda de trabalho do Sintep-MT em Alto Boa Vista, que reuniu a dirigente regional Araguaia Xingu, Lucimeire Lazara, o secretário de Funcionário, Alex Ferreira Cruz; e o conselheiro fiscal do Sintep-MT e presidente da subsede do Sintep de Canabrava do Norte, Djalma Francisco, foi tratado política salarial da rede municipal. 

Presidente da subsede do Sintep/Alto Boa Vista e do Conselho Municipal de Educação, Adriana Freitas, fala durante abertura da Conae no município

A presidente da subsede de Alto Boa Vista, também presidente do Conselho Municipal de Educação (CME), Adriana Freitas da Silva, apresentou a política de valorização salarial na rede municipal e a necessidade de avançar o diálogo com o executivo municipal para tratar sobre Plano de Carreira Cargos e Salários (PCCS) da categoria.
“Foi satisfatório e gratificante a participação dos representantes do Sintep/MT, em especial na Conferência Municipal de Educação - CONAE 2021. Fizemos um debate proveitoso tratando do tema da conferência relacionado com as nossas lutas, enquanto educadores e trabalhadores da Educação. E mais, reunimos com esclarecimento da direção central em subsídios para as negociações com a administração municipal”, conclui Adriana Freitas.