Após retomada, escolas de Vila Bela da Santíssima Trindade registram surto de Covid-19


O município registra que em uma semana houve aumento expressivo de casos. As escolas foram fechadas e as atividades voltam a ser virtuais até segunda ordem.

Publicado: 29/11/2021 18:46 | Última modificação: // :

Escrito por: Assessoria/Sintep-MT

Sintep-MT

O município de Vila Bela da Santíssima Trindade (540 km noroeste da capital, Cuiabá) registra um surto no número de casos de covid-19, na última semana, com impactos na educação. As duas escolas públicas no município estão em atividade online, após 14 casos confirmados na Escola Municipal Ricardo Franco e outros oito (8) na Escola Estadual Verena Leite de Brito. O último boletim epidemiológico oficial para casos de Covid-19, da Secretaria Municipal de Saúde, dia 27/11, registrou 47 pessoas positivas para o vírus, contra quatro notificadas na semana anterior.

A presidente da subsede do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público, no município, professora Ana Cristina Freires, informa que até a próxima sexta-feira (03/12) a orientação é para que as atividades escolares permaneçam online, tanto no estado como no município. “Muitos estão fazendo o teste agora, e precisamos de um tempo para os sintomas se manifestarem”, informou

Reprodução
Ana Cristina Freires, Presidente da Subsede de Vila Bela da Santíssima Trindade na reunião da Comissão Especial de avaliação da volta às aulas em tempos de pandemia

Segundo a dirigente do Sintep/Vila Bela, é fundamental que se retome os trabalhos da Comissão Especial para volta às aulas presenciais, para avaliar a real situação. O grupo é formado por representantes da Câmara Municipal, Sintep/Vila Bela, Secretaria Municipal de Educação, Ministério Público Estadual, direção da Escola Estadual, Secretaria Municipal de Saúde.

Ana lembra que o retorno das atividades foi uma decisão do governo do estado e seguida pela Prefeitura de Vila Bela. Na ocasião, o Sintep/Vila Bela foi o único voto contrário, dentro da Comissão Especial. Contudo, diante do avanço no número de casos é fundamental que o cenário seja reavaliado.

As últimas notificações ainda não foram divulgadas, mas já se sabe que no final de semana foram registrados novos casos em Vila Bela. “Estamos todos preocupados, os pais inclusive, mas era algo que já havia sido previsto, devido ao retorno das aulas 100%. Fizemos até onde foi possível a defesa pela forma híbrida, mas a decisão do governo foi taxativa”, destaca.

Conforme a educadora, era esperado o aumento do contágio, pois os protocolos necessários são inviáveis de serem seguidos, com salas lotadas, sem distanciamento, salas fechadas, com os estudantes convivendo quatro horas nessas condições. 

“Na rede estadual o governo suspendeu o álcool e na sala de aula não se consegue controlar os estudantes com uso de máscaras, o contágio era previsto. Não descartamos a questão de festa, das aglomerações que foram realizadas, mas na escola a proximidade é inevitável”, conclui.